domingo, 26 de fevereiro de 2012

Comporte-se!

Guilherme da Silva Caspar, leitor deste blog, perguntou-me pelo formspring


Recentemente, ouvi que a palavra "comportamento" decorre da junção do prefixo "com" e do verbo "portar" mais o sufixo "-mento". Isso procede? Desde já, muito obrigado.


De fato, o sufixo -mento (do latim vulgar -mentu) está presente na palavra "comportamento", indicando ação ou resultado de ação. Se "agradecimento" resulta do agradecer, o "juramento" do jurar e o "atrevimento" do atrever-se, o "comportamento" tem a ver com a maneira pela qual uma pessoa se porta com os outros, isto é, como atua socialmente.


A palavra latina comportare significava "transportar coisas para um mesmo lugar", "reunir", "colecionar", "amontoar". Um comportamento pode ser visto como a reunião de gestos e palavras. Agimos e reagimos na vida social o tempo todo. Esse conjunto de ações e reações (envolvendo discurso, vestimenta, postura física etc.) configura a conduta de cada um.


O comportamento social pode ser adequado ou inadequado. Quando adequado, faz-nos pensar em concordância. Uma pessoa que se comporta como os outros querem e esperam, adapta-se às regras sociais. Este sentido estava presente na palavra comporter, no francês do século XIV.

Um comentário:

Gustavo Silveira Carvalho de Assis disse...

Olá me chamo Gustavo, sou estudante de Psicologia, essa postagem é de 2012, portanto não sei se você vai ler, mas tentarei mesmo assim, você coloca o comportamento como uma adaptação a regras sociais, como agimos e reagimos, indicando ação ou resultado de ação, ou seja, uma adaptação do organismo ao meio, então poderíamos considerar o pensamento como um comportamento? emoções, cognição, crenças podem nesse contexto serem consideradas como comportamento?