sexta-feira, 3 de junho de 2011

Etimoludia

Na edição de maio da revista Caros amigos, Marcos Bagno escreveu sobre etimologia. Afirmando que etimologia não é uma brincadeira qualquer. E que precisamos tomar cuidado com as informações pseudoetimológicas que pululam por aí, como dizer que "aluno" significa "sem luz" ou que "adolescente" tem a ver com "doença".

Ele está coberto de razão. E para denunciar as falsas origens etimológicas criou um termo: a "etimoludia". Em cuja formação temos a presença de étymon (do grego, "verdadeiro", "real", "certo") e de ludus (do latim, "jogo", "divertimento", "zombaria").

A etimoludia seria o exercício frívolo ou trapaceiro de quem não respeita o verdadeiro estudo da verdadeira origem das palavras.

Um comentário:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Caro amigo Prof. Dr. Gabriel Perissé!
Ufa! Que alívio! Ainda bem que temos a prerrogativa de consultá-lo, de modo gracioso, quando temos dúvidas sobre a origem das palavras!
Que a deusa Fides o tenha como pupilo sempre!!!!!
Caloroso abraço! Saudações etimológicas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP