domingo, 6 de novembro de 2011

Quem ocupa se preocupa?

O movimento Occupy Wall Street é (foi) preocupante? E preocupante para quem? Parece que a ideia está ocupando a cabeça de muitos mundo afora.

A palavra "ocupar" vem do latim occupare, formado pelo prefixo ob- e o verbo capere, que nos remete a vários significados: "pegar", "apanhar", "capturar", "apoderar-se", "conquistar". A expressão latina "occupare regnum" significava "fazer-se rei".

Quem ocupa (um espaço, uma casa, uma rua, um terreno, um país) toma posse de algo que está à sua frente. Quem ocupa tem muito de invasor, mas também, do ponto de vista positivo, manifesta iniciativa, e uma certa dose de coragem. Podemos dizer que as terras brasileiras no século XVI foram ocupadas pela Europa. "Descoberta" é eufemismo.

A propósito, nos ambientes ingleses dos séculos XVI-XVII, usava-se occupy como eufemismo de "fazer sexo".

A palavra "preocupação" já significou uma ocupação antecipada. O preocupado era aquele que, por ser mais capaz, ocupava primeiro!

Mas talvez porque aquele que estava se preparando para ocupar algo antes dos outros ficava muito ansioso e inquieto, a preocupação acabou se transferindo (lá pelo século XVII) do ato externo para o interno. Preocupado é aquele que, na verdade, é invadido por pensamentos perturbadores.

2 comentários:

Unknown disse...

Muito bom, obrigado por este esclarecimento.

alessandra carvalho disse...

Boa noite, achei bem legal esse post, mas fiquei em duvida quanto à fonte usada. Vc poderia compartilhar sua fonte bibliográfica para definição da palavra ocupar. Ouvi dizer que tb poderia significar "tornar capaz um lugar". Procede? desde já agradeço.