sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Sim, é um cachimbo!

A palavra "cachimbo" é intrigante. Uma das várias hipóteses para sua origem remete ao guarani caatimbó — fumaça (timbó) que vem de erva (caá) queimada.

Dizem alguns estudiosos, no entanto, que devemos pensar em ka jingu, de origem africana. Nas línguas da família banta, este ka é um prefixo diminutivo, e jingu uma espécie de cachimbo.

Ou ainda, como afirma Nei Lopes, no Novo dicionário banto do Brasil, terá suas raízes no quimbundo kuxiba, "chupar".

"Cachimbo" desconcerta os etimólogos porque o mesmo aparelho para fumar, em outros idiomas, soa diferente. Em francês, é pipe. Em espanhol, pipa. Em finlandês, piippu. Em inglês, pipe. Em italiano, pipa. Em alemão, Pfeife. Em holandês, pijp. Em irlandês, píopa. E todos procedem de *pipa, do latim vulgar, em conexão com o verbo latino pipare, "chiar". A alusão ao chiado tem a ver com o ruído que se faz nas cachimbadas.

Nenhum comentário: