sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Insulto bem gaúcho

Um leitor pede a etimologia de "calavera".

Trata-se de insulto típico no Rio Grande do Sul. Aparece na obra de escritores gaúchos como Érico Veríssimo e Sergio Faraco. Pode-se dizer/escrever "calavera" ou "calaveira", com vários significados: "indivíduo desocupado", "ocioso", "caloteiro", "vagabundo", "malandro".

Remete ao espanhol calavera, "caveira", com o sentido de "estouvado" e "leviano". A palavra nos envia ao latim calvaria, "crânio". A questão é saber qual a relação entre a caveira, o crânio descarnado, e um calavera.

Uma hipótese: calavera é o cabeça de vento, o cabeça-oca, aquele que não pensa. A caveira como cabeça vazia seria a imagem de um doidivanas.

2 comentários:

Confraria dos poetas de Jaguarão disse...

GABRIEL,

Calavera também é usado no sentido de picareta, cara de pau.

Humbertinho disse...

Velhaco (veiaco)