sábado, 21 de maio de 2011

Impostos e imposturas

Recentemente, meu amigo Elie perguntou-me se "imposto" e "impostor" têm a mesma raiz.

Elie, não posso lhe sonegar essa resposta! Carlos Drummond de Andrade, recorrendo a uma brincadeira tautológica, dizia que o imposto se chama imposto porque é imposto...

De fato, existe um parentesco entre as duas palavras. O pai de ambos é o verbo latino imponere, "impor". No caso dos impostos, são cobrados como algo obrigatório e quem os cobra exerce uma força sobre nós. E quanto ao impostor, é aquele que engana, impondo uma mentira como se verdade fosse.
Se um Estado não utiliza os impostos corretamente, comete uma impostura. E é compreensível que os contribuintes se sintam ludibriados.

4 comentários:

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Estimado amigo Prof. Dr. Gabriel Perissé!
Agradeço sua atenção em divulgar a edição especial da Revista Língua Portuguesa! Nem preciso dizer que log mais um exemplar estará nas minhas mãos...
Caloroso abraço! Saudações linguísticas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

Anônimo disse...

Olá trata-se a 1ª vez que vi o teu espaço online e gostei imenso!Bom Trabalho!
Até à próxima

informistica disse...

Adoro conhecer as origens das palavras, desde as aulas de biologia onde a professora trazia os radicais gregos e latinos para explicar muitas coisas durante as aulas, como destrógiro, etc. Gostaria de seguir seu blog, como faço?

informistica disse...

Adoro conhecer as origens das palavras, desde as aulas de biologia onde a professora trazia os radicais gregos e latinos para explicar muitas coisas durante as aulas, como destrógiro, etc. Gostaria de seguir seu blog, como faço?